Whatsapp e Telegram: qual é o melhor para sua comunidade?

dados digital estratégia ferramentas gestão planejamento
Whatsapp e Telegram: qual é o melhor para sua comunidade?

Saiba quais são as funcionalidades que você deve conhecer na hora de escolher uma destas ferramentas para a sua comunidade.

 

Todo Community Manager sabe muito bem que escolher a ferramenta certa para a sua comunidade não é uma tarefa fácil.

Existem muitas opções disponíveis, algumas gratuitas e outras pagas, mas, ao meu ver, o mais difícil é quando temos que escolher a plataforma pelas suas funcionalidades e é para essa análise que precisamos de ajuda e opiniões de terceiros.

O Whatsapp e o Telegram são os principais aplicativos de troca de mensagens do mundo.

Lá fora também tem o We Chat (com muitos usuários na China) e outras opções que ainda não chegaram por aqui.

No caso do WhatsApp, o app se destaca por ser muito utilizado em todo o país, enquanto o Telegram busca atrair mais usuários oferecendo funcionalidades que não estão presentes nas demais ferramentas de comunicação.

Antes de escolher a ferramenta, o Community Manager precisa entender muito bem quais são as necessidades da comunidade e como se dará a comunicação.

É a partir daí que se cria a estratégia de comunicação com a comunidade.

Exemplos: blogs colaborativos, postagens colaborativas, mensagens instantâneas, compartilhamento de imagens e vídeos, etc…

Depois, é importante entender a barreira que existe para seus membros no uso dessa ferramenta. É neste ponto que este artigo vai te ajudar.

Exemplo: meu membro usa todos os dias, já conhece a ferramenta ou ele não conhece e não quer instalar um novo aplicativo ou acessar na web…

Muitos Community Managers escolhem a ferramenta do grupo do Facebook porque sabem que grande parte das pessoas já tem um conta por lá. Nesse caso, a barreira para instalar o novo aplicativo ou criar o hábito de entrar num novo espaço (virtual) é baixa.

No caso do WhatsApp e Telegram é a mesma coisa. Muitos líderes de comunidades de marcas e negócios acabam escolhendo o WhatsApp porque é a ferramenta mais utilizada pelos brasileiros - já atingiu a marca de 120 milhões de usuários no país.

No mundo, o WhatsApp tem 2 bilhões de usuários (fonte: Tecmundo 2020).

Mas o que pesa mais na decisão?

A facilidade das pessoas para usar ou as funcionalidades e recursos que cada ferramenta me dá para interagir e construir a comunidade no dia a dia? 

Vamos ao que interessa: as funcionalidades de cada uma das ferramentas.

 

Vou enumerar os pontos positivos e negativos de cada uma delas. Ao final, trago uma conclusão para ajudar você na decisão. 



Whatsapp


É um app que está disponível nas lojas da Apple e Play Store e tem uma versão web que é ideal se você quiser usar o aplicativo sentado na frente do computador.

 

Fonte: 91mobiles.com

 

PONTOS POSITIVOS

Como falamos anteriormente, o app é usado por 120 milhões de brasileiros. Considere este ponto como a mais forte vantagem do WhatsApp. No mundo, o aplicativo atinge 2 bilhões de usuários.

Veja o gráfico abaixo do K-Tech, que também mostra o tempo de uso por dia e a taxa de abertura das mensagens.

O app não tem anúncios e é gratuito. Você também pode adicionar widgets na tela principal.

Este recursos permitem que você tenha mais flexibilidade e visualize informações em um piscar de olhos, sem acessar o aplicativo.

Você pode realizar chamados de vídeo, compartilhar imagens, áudios, criar grupos e até listas de transmissão para 256 contatos onde um ou mais administradores podem enviar as mensagens.

O WhatsApp permite chat de voz que até alguns meses atrás o Telegram não permitia (agora ambos têm este recurso).

 

Números compartilhados pelo K-Tech em 2019.
Veja como o número de usuários dobrou e passou de 1 bi para 2 bi no mundo inteiro.

 

PONTOS NEGATIVOS

O objetivo deste artigo é fazer um análise da ferramenta para que o gestor de comunidades possa criar uma comunicação direta com seus membros.

Um dos pontos negativos que mais joga contra o WhatsApp é que o grupo só comporta até 256 pessoas, ou seja é limitado, diferentemente do Telegram, que veremos à frente.

Além disso, o WhatsApp não tem opção para envio de enquetes ou a possibilidade de criar uma thread de comentários para cada mensagem enviada (algo que amamos no Slack, por exemplo).

Outro ponto negativo do WhatsApp é que ele mistura a vida pessoal e o trabalho, então você disputa a atenção dos seus membros constantemente. Seus membros acabam participando de outros grupos nos quais pipocam mensagens o dia inteiro. Puxado, né?!

 



Telegram

Da mesma maneira que o WhatsApp, o Telegram tem uma versão web e um app otimizado para tablets.

O aplicativo está presente em 30% dos celulares brasileiros e continua crescendo ano a ano (fonte: canaltech).


Fonte: ghacks.net

 

PONTOS POSITIVOS

Quando se trata de gestão de comunidades, o Telegram tem muitas funcionalidades para que os Community Manager possam administrar a comunicação e o conteúdo de uma maneira mais inovadora que o WhatsApp.

Mas antes de enumerar as funcionalidades, o ponto positivo que mais pesa na hora de escolher a ferramenta é que, no caso do Telegram, o número de usuários do grupo é “ilimitado” ou melhor dito, comporta até 200.000 usuários.

No Telegram não tem essa de ter que criar outros grupos por causa da capacidade. Conheço comunidades com centenas de grupos de WhatsApp e milhares de membros interagindo o dia inteiro.

Já imaginou gerenciar tudo isso???

Da mesma forma, conheço o caso da Ih Aprendi, que tem milhares de membros e que criou toda uma estratégia no app do Telegram usando o canal com diferentes grupos segmentados para os membros interagirem.

O Telegram te permite criar canais (similares aos grupos de transmissão do WhatsApp), nos quais alguns administradores podem postar conteúdos que não ficam abertos para todos comentarem.

Já os grupos são para os membros. Lá eles podem comentar.

Mas há uma exceção no Telegram.

Existe um recurso - thread - no qual os membros podem comentar sobre alguns posts específicos do canal.

Veja o exemplo na imagem abaixo. Depois de cada post, é possível iniciar uma discussão sobre este post específico.

Outro do ponto positivo do Telegram é que, na versão web, é possível organizar os conteúdos por pastas e visualizar todo o seu painel de grupos, canais e pastas de uma maneira mais fácil que no app.

Isto é perfeito para os gerentes de comunidades.

 

A programação de conteúdo é um recurso que só existe no Telegram.

As enquetes também são um recurso exclusivo no Telegram que o WhatsApp ainda não possui.

Ambos são fundamentais para a gestão de comunidades: planejamento e organização (agenda de conteúdo) e conhecimento do seu público (enquetes).

Agora, preste atenção aqui. O canal do Telegram entrega dados e relatórios para você entender o seu público e o engajamento de todos os conteúdos compartilhados no canal.

Isto é fundamental para fechar o ciclo de planejamento de qualquer ativação com a sua comunidade.

Se não mensurarmos, não temos como saber se estamos indo pelo caminho certo.

PONTOS NEGATIVOS

Há 2 pontos negativos quanto à gestão de comunidades no Telegram quando o comparamos com o WhatsApp:

A quantidade de usuários que já usam a ferramenta e a atividades dos usuários por semana, ou seja, o tempo que eles passam na ferramenta.

 

Conclusão

Na minha visão, o Telegram é a ferramenta mais adequada para a gestão de comunidades.

Ele só concorre com o WhatsApp na facilidade de uso e quantidade de usuários que acessam a ferramenta todos os dias.

Se formos comparar as duas ferramentas, o Telegram está mais no nível de Grupos do Facebook do que do WhatsApp.

O WhatsApp é apenas um instrumento para enviar mensagens ou estabelecer uma comunicação quase imediata, diferentemente do Telegram, que é mais robusto e entrega mais opções para o Community Manager gerenciar sua comunidade.

As perguntas e dúvidas que ficam são: com as novas atualizações de dados e integrações de Grupos de Facebook e Instagram e WhatsApp, será que este último se tornará superior?

Se você tem uma comunidade de nicho e seus membros já usam o Telegram, não hesite e opte por ele. Busque entender os hábitos do seu público para engajá-los semanal e mensalmente.

Espero ter ajudado você!

 

Emiliano Agazzoni
Emiliano é especialista em estratégias para comunidades e desenvolveu o primeiro curso e workshop sobre estratégias de comunidades do Brasil.

 

Receba nossa newsletter semanal