Jogos online: quem são os jogadores casuais nas comunidades gamers?

cultura engajamento estratégia futuro
jogosonline jogadores casuais

Semana passada publicamos um artigo para você saber TUDO sobre as comunidades de jogos online.

 

Hoje preparamos um artigo falando sobre um perfil bem definido que só cresce no mundo inteiro.

Quando falamos de jogadores casuais entendemos que se trata de um videogamer que não requer um grande investimento de tempo para jogar, ganhar e desfrutar. 

 

Um jogador casual é alguém que gosta de qualquer videogame sem investir tempo significativo nele, jogando-o de forma espontânea, irregular ou com pouca frequência.

Em 2020, a receita global de jogos para dispositivos móveis atingiu US$ 76,7 bilhões, com os jogos para dispositivos móveis estimados em quase 60% do mercado de jogos em 2021.

Você já jogou PACMAN alguma vez?

Quem nunca?!

 

 

Enquanto os jogadores considerados hardcore frequentemente jogam e são parte de comunidades em fóruns e assistem dicas e tutoriais no YouTube e Twitch, os jogadores casuais tendem a jogar para passar o tempo. Apenas por diversão mesmo.

Este fato, junto com a rápida adoção de smartphones que podem suportar aplicativos de jogos, aumentou drasticamente o número de jogadores casuais nos últimos 2 anos.

Segundo a SLA Digital, 45% da população nos EUA é de jogadores casuais (jogam entre 2-5 horas por semana) ou jogadores ocasionais (até 2 horas por semana), com jogadores hardcore e jogadores regulares representando mais de 20% da população.

 

 

Um componente significativo do mercado de jogos casuais é formado por jogos hipercasuais. Jogos como Pacman (1980) e Tetris (1984) continuam a ser jogados até hoje, enquanto os favoritos mais modernos incluem Candy Crush, Farmville e Temple Run.

Jogos hipercasuais pedem pouca habilidade, tempo ou atenção – muitas vezes com natureza “viciante”.

O Tretis pode ser viciante, concorda?

 

 

Eles têm mecânicas intuitivas que permanecem consistentes durante o jogo online ou podem exigir mais destreza à medida que os jogos aumentam em etapas e dificuldade.

De acordo com o vice-presidente da Liftoff, Dennis Mink, o relatório Liftoff 2019 Mobile Gaming Apps mostra que títulos hipercasuais estão criando novos públicos, não canibalizando os existentes. Apoiados por dados do App Annie, os jogos hipercasuais se expandiram para públicos que não necessariamente se identificam como "jogadores.”

 

Eu particularmente amo vídeo games e me considero uma jogadora casual porque ainda não participo em comunidades, mas assisto a tutoriais no YouTube para passar daquela fase mais difícil, hehe.

E você, joga algum videogame? Se considera qual tipo de jogador? Conta aí.

 

 

Amanda Salim
Amanda é jornalista, cofundadora da CM School e Head of Community for Latam no Mercado Favo. Ah, também amo Mario Bros e Call of Duty ;)



Receba nossa newsletter semanal