Maratona CM School: A revolução dos fóruns online para comunidades de marca

dados digital engajamento ferramentas
Fóruns online

 

Encerrando a maratona com chave de ouro, tivemos a nossa última aula falando sobre a revolução dos fóruns. Nesse artigo vamos te mostrar o que rolou na aula do dia 28/07..

 

A aula foi conduzida por:

 



 

Bora pro resumo?

 

Pra começar, a Gabriela Godoi apresentou um painel falando sobre:

 

  • comunidade cisco
  • programas da comunidade
  • como funciona o fórum da Cisco

 

Comunidade Cisco

 

Gabriela mostrou que a comunidade da Cisco, que é uma comunidade de tecnologia feita para entusiastas de tecnologia, é composta por mais de 1 milhão de membros na comunidade global e contém 7 idiomas que são:

 

1- Inglês

2- Francês

3- Espanhol

4- Português

5- Chines

6- Japonês

7- Coreano

 

Dentro de cada comunidade local existem subcategorias, como mostra a foto abaixo.




 

Programas

 

A comunidade tem vários programas, como:

 

  • Interactive Webinars
  • Ask me anything
  • Recognition & Game Mechanics

 





Fórum

 

Nessa parte, Gabi mostra quais são os benefícios dos fóruns para o cliente e para a empresa, que nesse caso é a Cisco.




Ela diz: “Os fóruns dão essa abertura e esse espaço pra que as pessoas colaborem e aprendam com essas redes de colegas e entusiastas da tecnologia”.

 

Como funciona o fórum da Cisco

 

A Gabi, então, mostrou como funciona o fórum da Cisco Brasil na prática.


 

“Nesse fórum da comunidade da Cisco, os membros têm como tirar suas dúvidas e resolver seus problemas. Além disso, têm como saber quais são os eventos da comunidade e um guia de como usar a comunidade.”

 

Depois disso, o Marcelo Campos, que trabalhou como community manager da Nubank durante 3 anos, disse que já existiam muitas comunidades dispersas no WhatsApp, Facebook e em outras redes, mas depois de meses, eles resolveram criar uma plataforma oficial, que é a NuCommunity.

 

O Emiliano perguntou pra eles quais são as plataformas que eles usam pra criar um fórum de comunidade. Essas foram as respostas:

 

  • Gabriela da Cisco - KHOROS
  • Juliana da Pipefy - INSIDED
  • Marcelo da Nubank - DISCOURSE  

 

Todas essas plataformas são estrangeiras. 

 

A Juliana acrescentou: “O principal desafio é engajamento, é não cansar. Se você perceberque algo tá se perdendo ou esfriando, lança alguma coisa, faz eventos, cria programas de embaixadores. São várias coisas que a gente, community manager, precisa movimentar.”

 

O Marcelo mencionou: “Quando a gente fala sobre engajamento, é fazer, conversar e viver com eles (os membros)”.

 

Ele também falou de um case da comunidade quando o Nubank entrou na Bolsa de Valores. Eles trouxeram os 40 membros mais engajados pra estarem nesse momento, tiveram conversas com o CEO e ainda assistiram ao show da Anitta. 

 

Falando agora sobre indicadores, eles mencionaram quais são os principais que eles acompanham em suas comunidades.

 

Por exemplo, a Gabi disse que eles fazem uma apresentação formal e trimestral pra diretoria. Falando especificamente de fórum, ela mencionou 3 indicadores principais, que são:

 

  • quantas novas perguntas foram publicadas
  • tempo de resposta
  • perguntas sem resposta

 

A Juliana citou mais 2:

 

  • a porcentagem de perguntas respondidas pelos membros que não são os colaboradores, ou seja,  por outros membros
  • engajamento das pessoas com os conteúdos
  • quantos novos leads os eventos estão gerando 
  • novas ideias

 

O marcelo disse os 3 principais da plataforma do Nubank:

 

  • números de páginas visualizadas
  • números de inscritos 
  • engajamento

 

 

 


3 métricas que o Community Manager não pode deixar de acompanhar.

 

 




A Ana Julia Oliveira perguntou no chat:

 

- “Para uma comunidade no início, é interessante deixar privada (só pra clientes) pra depois abrir pra todo mundo?”

 

A Juliana respondeu:

 

- “Eu acho que tem alguns conteúdos que são sensíveis, são conteúdos geralmente ligados a códigos e os parceiros têm muita dificuldade de interagir porque eles acham que se responderem uma pergunta podem perder um cliente. Então alguns conteúdos fazem sentido ficar no privado.”

 

O Marcelo complementou:

 

- “Eu acredito que varia muito de empresa pra empresa, por exemplo no Nubank é importante ser aberto pra todo mundo mesmo porque não existem muitos conteúdos específicos, geralmente são dúvidas mais gerais como educação financeira.”

 

Pra finalizar, a Juliana disse que todo community manager deve sempre estar disposto a ouvir e ver quais são as reais necessidades dos membros da comunidade. 



Antes de terminar, o Emiliano falou de uma super novidade que vai acontecer nos dias 07, 08 e 09 de novembro que é o… CM SUMMIT!!! 

3 dias exclusivos sobre community management e vários temas relacionados à área e à profissão. 

Será o maior evento da América Latina e vai contar com diversos convidados da Argentina, México e Colômbia. Vai ser demais!

Quer saber mais sobre esse mega evento? Só clicar aqui. 



Quer ficar por dentro das outras aulas da Maratona? Leia os resumos abaixo:

 

 

 

 

 

 

 

Amanda Salim

Amanda é jornalista, especialista em comunicação digital e cofundadora da CM School.

 

 

Receba nossa newsletter semanal