Maratona CM School: como criar um dashboard de métricas para sua comunidade

dados estratégia ferramentas gestão
Dados das comunidades

 

Tá acompanhando a Maratona CM School e quer saber o que rolou na terceira aula online? Fique por dentro de tudo que rolou, aprenda o passo a passo pra criar um dashboard pra sua comunidade e descubra uma super novidade no final.

 

A aula foi conduzida por:

 

 

 

 

Eriko começa a aula se apresentando e contando que atua como Head de Marketing na xTree.

 

Ele cita 3 princípios sobre o quais é sempre importante refletir.

 

Primeiro princípio: saber quais dados você está coletando

 

  • garbage in - lixo entra
  • garbage out - lixo sai

 

 

O que isso quer dizer? O Eriko responde:

 

- “Na prática, se você estiver coletando lixo, não tem como sair coisa boa do outro lado, também vai ser lixo.”

 

Existe uma preocupação grande pra saber quais são os dados que estamos coletando.

 

O segundo princípio: as etapas

 

  • coleta
  • tratamento
  • análise de dados

 

É importante seguir essa ordem acima. Jamais inverta. 

 

O Community Manager deve se perguntar: Por que eu gostaria de ter um dashboard?

 

Terceiro princípio: não ser apegado às suas opiniões pré-estabelecidas

 

“Quando você se apega a isso, pode ser uma grande armadilha porque você pode usar o dashboard pra tomar decisões erradas só por achar que era o caminho certo.”

 

Depois disso, o Eriko fala um pouco sobre planilha.

 

“Você vai usar a planilha como banco de dados, ou seja, um caderno de anotações. Então se você não é bom com números, não precisa se preocupar porque o dashboard vai fazer o trabalho de processar os dados.”

 

A ferramenta que o Eriko utilizou na aula foi o Google Planilhas, que é uma ferramenta gratuita e fácil de usar. 

 

“Usamos o Google Data Studio pra criar um dashboard. 

 

Ela é gratuita e conecta com todas as plataformas do Google, o que acaba facilitando.”

 

Bora por a mão na massa? 

 

Passo a passo pra criar um dashboard

 

Nesse processo você vai:

 

  • olhar pra uma planilha
  • entender a estrutura dela
  • abrir o dashboard
  • conectar a planilha no dashboard
  • começar a construir o gráfico

 

1° passo: abrir uma planilha do Google Sheets.

 

 

“Na parte de baixo da planilha, você vai encontrar diferentes abas.”

 

Na aula o Eriko ensina a criar uma aba de registros.

 

“Nela, você vai por todos os inputs da comunidade. Por exemplo:”

 

  • Data: 20/01
  • Nome: Eriko
  • Membro: Pagante
  • Tipo de interação: Reação
  • Tema: Inovação



 

2° passo: aba de cadastros

 

“Nessa aba você vai cadastrar os membros da sua comunidade, igual o exemplo da foto abaixo:”

 

 

“Na aba ‘Informações de Apoio’, você vai validar outras coisas como:”

 

  • Membros gratuitos e pagantes
  • Tipos de interações diferentes
  • Temas 

 

3° passo: ligar uma coluna à outra

 

“Pra você poder linkar ou ligar uma coluna à outra dentro da planilha, você clica em cima da coluna que deixar linkar, depois você clica em DADOS (que está na parte superior da planilha). Feito isso você vai em VALIDAÇÃO DE DADOS e clica no quadradinho onde está escrito INSIRA UM INTERVALO.”

 

 

“Depois disso, você vai na aba que deseja linkar e vai clicar na coluna que deseja. Depois você salva e vai selecionando o tema que deseja. Isso ajuda muito no dia a dia.”



4° passo: criar o dashboard no Data Studio

 

“Agora vamos partir pro Data Studio. Pra isso é só você ir no Google e digitar: Data Studio 

 

Pra criar um dashboard no Data Studio, é só clicar no relatório em branco.

 

Feito isso, ele vai pedir pra adicionar uma origem de dados ao relatório. Isso quer dizer que o data studio quer entender de onde ele vai extrair os dados que ele vai exibir no dashboard, pois ele integra com todas as plataformas do Google como o Google Ads, Google Analytics, entre outros.”

 

 

“Logo após isso, ele vai mostrar todas as abas que existem dentro da planilha. 

 

Se você quiser que ele tenha acesso a todas as abas, você vai ter que ir selecionando aba por aba. 

 

Como fazer isso?

 

1°-  Você vai clicar em cima da aba

2°-  Clica em adicionar

3°-  Clica em adicionar ao relatório

 

Só fazer esses 3 passos bem simples em cada uma das abas.”

 

Uma pessoa no chat perguntou:

 

- “Pode pegar dados de vários lugares”?

 

O Eriko respondeu: “Sim, você pode adicionar várias fontes de dados.”

 

Bem, até aqui nós já:

 

1- entramos no dashboard

2- conectamos à uma fonte de dados

3- escolhemos a planilha que queríamos

4- escolhemos a aba



“Agora chegou a hora de “brincar” com os gráficos. 

 

Agora, pra adicionar os gráficos dentro do dashboard, você vai:”

 

  • clicar em adicionar gráfico
  • escolher o gráfico que você deseja colocar

 

Na aula, o Eriko escolheu um gráfico que conta os dados. 

 
Como usar os gráficos?

 

Já com a planilha aberta, no lado direito dela, você vai encontrar 2 colunas.

 

1° - Gráficos

2° - Dados

 

“A coluna gráficos é muito importante porque ela sinaliza qual a origem, ou seja, de onde você está tirando os dados. Você vai escolher qual deseja utilizar".

 

Depois disso você vai ver escrito, nessa mesma coluna, a dimensão do período

 

O que isso quer dizer?

 

Essa parte mostra qual o período que ele está olhando dentro daqueles dados. Ele sempre usa uma data como dimensão do período. 

 

Depois você vai ver escrito logo em baixo: Métrica

 

Tem como você alterar o nome da métrica. Pra isso você vai precisar clicar em cima de onde está escrito AUT e vai aparecer um lápis. Você clica em cima desse lápis e coloca o nome que deseja.

 

Feito isso pode pode filtrar aquele gráfico pra só aparecer o que você deseja. Por exemplo, na aula, o Eriko queria que esse gráfico mostrasse quantos pessoas são ALUNAS da CM School, então ele usou um filtro pra selecionar somente as pessoas que eram alunas.

 

 

“Sempre que a gente adiciona um dado novo dentro da planilha, o dashboard faz a atualização dos dados.”

 

Depois disso o Eriko criou um novo gráfico. Um gráfico de linha temporal.

 

Mas pra que serve esse gráfico?

 

Ele mostra o que está acontecendo dentro daquele período de tempo. Quer saber quantas interações teve durante um determinado período? Esse gráfico te mostra.

 

Como é uma linha temporal, o gráfico só consegue organizar por datas.

 

 

O Emiliano mencionou:

 

- “Vale lembrar que vocês, community managers, podem ter uma ferramenta, um fórum ou grupo de Facebook que traz dados, mas você pode usar essa planilha pra pegar os dados que interessam. Dados de e-mail, WhatsApp, do fórum ou um dado que você queria adicionar. O dashboard serve para isso também.”

 

Depois, o Eriko fez o passo a passo todo novamente. 

 

Ele adiciona um novo gráfico de barra. Nesse gráfico ele quer ver quais são os tipos de interação que mais estão acontecendo.

 

Pra isso, ele adiciona na parte de métricas: tipo de interação.

 

 

Ele adiciona um outro gráfico pra ver quais os temas que o pessoal está mais gostando dentro da comunidade.

 

Ele fez da mesma maneira do outro, só mudando a organização do gráfico pra tema.

 

 

Agora, o que fazer se acabar o espaço?  Muito simples, você só vai seguir 3 passos.

 

1° - clica em tema e layout

2° - clica em layout

3° - altera o tamanho da tela 

 

Eriko menciona:

 

- “Tem que fuçar e clicar, tem que botar em prática…porque só assim vocês de fato vão aprender a mexer no dashboard e esse uso do dashboard vai trazer insights do dia a dia da sua comunidade.”

 

Uma dica valiosa que o Eriko dá é adicionar filtros. Como?

 

“Na parte de cima da planilha você vai clicar em adicionar um controle. Feito isso, você vai selecionar qual filtro deseja usar. 

 

Eriko escolheu o filtro de período. Depois ele selecionou as datas que ele queria.

 

Logo em seguida, o Eriko mostrou um pouco de como é o dashboard da xTree, a empresa em que ele trabalha. 

 

 

A atualização da planilha do Xtree acontece 1 vez por semana. 

Pra finalizar a aula, o Emiliano falou de uma super novidade que vai acontecer nos dias 07, 08 e 09 de novembro que é o… CM SUMMIT!!! 

 

3 dias exclusivos sobre community management e vários temas relacionados à área e à profissão. 

 

Será o maior evento da América Latina e vai contar com diversos convidados da Argentina, México e Colômbia. Vai ser demais!

 

Quer saber mais sobre esse mega evento? Só clicar aqui. 

 

 

 

 

 

Emiliano Agazzoni
Emiliano é o maior especialista em estratégias para comunidades do Brasil e desenvolveu o primeiro curso e workshop sobre estratégias de comunidades do país antes de fundar a Community Manager School.

 

Receba nossa newsletter semanal